Dúvidas sobre Cupins


 

Relacionamos as dúvidas mais comuns, visando responder de maneira rápida e fácil as indagações do leitor. Consulte outras informações nos textos técnicos em nosso site.

 

1-Os cupins atacam apenas as construções velhas?
Resposta: Não.

2-Qual a madeira preferida pelos cupins?

Resposta: Em ambiente urbano qualquer tipo de madeira, seja ela maciça, compensado ou aglomerado. Eles inicialmente se alimentam com as madeiras “moles” (pinus); em seguida ataca as demais (cabreúva, cedrinho, e outras). As espécies de árvores, cuja madeiras são resistentes ou não são cultivadas comercialmente; ou são muito caras.

3-Cupins e formigas são a mesma coisa?

Resposta: Não.

4-Tenho um pozinho no meu móvel! É cupim?

Resposta: Nem sempre. Existem outros insetos que se alimentam de madeira e deixam resíduos em forma de pó (coleobrocas).

5-Broca e cupim são a mesma coisa?

Resposta: Não.

6-Aquelas “formigas brancas”, aqueles “vermezinhos” que eu vi andando no batente da porta são cupins?

Resposta: Provavelmente sim.

7-Cupim come concreto? Derruba prédio?

Resposta: Não.

8-O que os cupins comem?

Resposta: Materiais celulósicos em geral.

9-Aleluias e siriris são cupins?

Resposta: Sim.

10-De onde vem os cupins?

Resposta: Depende do tipo (espécie) de cupim. Os cupins “subterrâneos” podem vir de árvores, jardins e até de construções vizinhas. Os cupins de madeira seca, são normalmente provenientes de móveis e outros objetos de madeira presentes no local ou nas vizinhanças. É bom lembrar que todas as espécies podem vir através das revoadas.

11-Acho que tem cupim em casa! O que devo fazer?

Resposta: Procurar uma empresa idônea e especializada em controle de cupins e que tenha um técnico de nível superior responsável pela empresa.

12-Qual a empresa contratar?

Resposta:

  • Solicitar o registro da empresa prestadora de serviço junto ao Centro de Vigilância Sanitária.

  • Perguntar o nome e a formação do responsável técnico pela prestadora de serviços.

  • Procurar conhecer o nome comercial do produto químico a ser utilizado no serviço e somente permitir sua utilização se este apresentar em seu rótulo o número do registro junto ao Ministério da Saúde (DISAD). Duvidar de empresas que se recusam a apresentar o nome comercial do produto químico utilizado, alegando que isso é segredo profissional ou fórmula exclusiva.

  • Exija um preço fechado antes da contratação do serviço. Não aceite orçamentos que vão depender da quantidade de formulação utilizada durante o trabalho e que somente poderá ser medida depois da realização do serviço.

  • Não aceitar orçamento por telefone. É sempre necessário o conhecimento do local para avaliação de custos do serviço. Metragem quadrada nem sempre é um bom parâmetro para orçamentos.

  • Duvidar de empresas que cobram preços muito altos ou muito baixos.

  • Solicite nota fiscal de serviço, evitando que funcionários de empresas prestadoras de serviços executem trabalhos “extras” desviando produtos de outros tratamentos.

  • Não existe um produto ou método eficaz contra todo tipo de praga. Para cada tratamento é necessária a adequação de fórmulas, dosagens e formas de aplicação específicas.

  • Não se engane, nem sempre o produto com odor mais agressivo é o que possibilita melhor resultado.

  • Para um tratamento eficaz, não é necessário manter seu piso empoçado de produto químico.

13-É possível exterminar os cupins?

Resposta: Controlar sim, na maioria dos casos. Exterminar uma colônia de cupim subterrâneo, somente quando se localiza o ninho.

14-Tenho um móvel com cupins! O que devo fazer?

Resposta: Não jogue fora ou dê um móvel simplesmente por que está com cupim. Muitos casos tem soluções baratas e eficientes, compensando o tratamento. Jogando fora ou mesmo dando o móvel não resolve o problema, simplesmente transfere o problema à outra pessoa.

15-A árvore em frente de casa tem cupim! Devo cortá-la?

Resposta: Não. Para o corte de qualquer árvore urbana, deve-se ter a autorização da Prefeitura de sua cidade. Muitas vezes o tratamento de uma árvore é possível e deve ser realizado, desde que seja feita com autorização e por técnicos especializados.

16-Posso prevenir uma infestação por cupins?

Resposta: Sim. Por ocasião da construção remover tocos e raízes de árvores. Verificar se próximo a área existem árvores infestadas por cupins e providenciar o controle. Em áreas cuja vizinhança existam focos de cupins, realizar o tratamento preventivo no caso de pré-construção. Durante a construção evitar espaços ou vãos fechados. Remover o material excedente da obra. Antes de adquirir um imóvel solicitar um laudo de vistoria por um técnico especializado.

17-Como saber se o cupim que tenho em casa é subterrâneo ou é de madeira seca?

Resposta: Geralmente os cupins subterrâneos deixam “túneis”, verdeiros caminhos nas paredes, em estruturas de madeira (batentes, roda-pés, etc), e junto a tomadas elétricas. Os cupins de madeira seca, normalmente deixam resíduos (pó granulado) junto as peças atacadas por eles.

18-Estou reformando minha casa e descobri um foco de cupins! O que devo fazer?

Resposta: Deve chamar uma empresa especializada e resolver o problema antes do término da reforma.

19-Posso adquirir inseticida de uso profissional?

Resposta: Não. Venda exclusiva para empresas especializadas.

20- O Zelador do meu prédio ou um outro funcionário poderá fazer o trabalho de controle ?

Resposta: Não . Trata-se de uma irregularidade trabalhista. Ao fazer o auto-serviço o aplicador, moradores e animais domésticos estarão expostos a possíveis intoxicações. Pela complexidade de uma infestação por cupim subterrãneo se faz necessária a contratação de uma empresa especializada. 

Para identificação de insetos e informações entre em contato com:

Instituto Biológico
Laboratório de Entomologia
Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 – Vila Mariana
São Paulo/SP – CEP 04014.002
Telefone: (0xx11) 5087.1718
Fax: (0xx11) 5571.0501